19/05/2011 , às 14h49

A Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) finalizou hoje (19), em Brasília, uma capacitação sobre notificação de violências e alimentação do Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes (VIVA). O objetivo do curso, iniciado no dia 17, foi preparar profissionais que trabalham em serviços de referência de atendimento a vítimas de acidentes e violências para a realização de um inquérito que traça o perfil de quem procura as unidades de saúde, a situação em que a agressão aconteceu e o (a) agressor (a), entre outras informações.

Segundo Marta Silva, coordenadora da área técnica de Vigilância e Prevenção de Violências e Acidentes da SVS/Ministério da Saúde, os participantes do curso têm papel fundamental na disseminação da informação em cada um de seus municípios. “A participação dos gestores e técnicos de saúde é importante porque eles serão os multiplicadores responsáveis por orientar os outros profissionais em cada um dos seus municípios”.

O estudo acontecerá nos meses de setembro deste ano. Esse inquérito acontece desde 2006 e, a partir de 2007, vem sendo realizado bianualmente nos serviços de urgência e emergência das capitais brasileiras, Distrito Federal e em 12 municípios selecionados. Essa pesquisa descreve os principais tipos de violências e acidentes atendidos nos serviços de urgência e emergência sentinela.

A publicação dos resultados do VIVA-inquérito 2011 será em setembro e, a partir dos resultados, o Ministério da Saúde divulgará informações que possibilitem orientar ações para o enfrentamento desses agravos.

Fonte: http:\\www.saude.gov.br