Um dos principais problemas que ocorrem em viagens é a diarréia do
viajante, ocasionada pelo consumo de água e alimentos contaminados ou pela
ingestão de alimentos gordurosos ou com excesso de “tempero local”. Além da
diarréia do viajante, podem ocorrer outras doenças de transmissão hídricaalimentar
com sinais e sintomas mais graves, levando a desidratação e choque.
Outros sintomas alem das náuseas, vômitos e diarréia podem estar presentes,
tais como: febre, fraqueza, dor no corpo, dor nas articulações, aumento do
tamanho dos gânglios, paralisia.
Para evitar a ocorrência dessas doenças é necessário estar sempre atento
à segurança e qualidade do que você ingere ou oferece às crianças. Siga as
seguintes sugestões:
· Lave as mãos com água e sabão, várias vezes ao dia, principalmente
antes de comer, ao utilizar meios de transporte públicos, mercados ou
locais de muito fluxo de pessoas;
· De preferência, consuma água mineral envasada ou outras bebidas
industrializadas;
· Esteja atento para as condições de conservação dos alimentos, limpeza e
organização do ambiente nas lanchonetes, restaurantes e outros
estabelecimentos afins;
-Pratos quentes: devem estar bem cozidos e/ou bem assados e quentes
no momento do consumo. Não coma alimentos que ficaram em
temperatura ambiente por mais de 2 horas.
-Saladas e sobremesas: devem estar frias no momento do consumo.
· Evite comer alimentos de ambulantes ou de procedência duvidosa;
· Evite consumir leite cru e seus derivados não industrializados, bem como
carnes cruas e mal passadas;
· Evite as preparações culinárias que contenham ovos crus;
· Frutas e verduras cujas cascas estejam íntegras podem ser consumidas
cruas. Lave bem as frutas e verduras antes do consumo.

Fonte: CIEVS/SVS/MS/BRASIL