09/06/2011 , às 15h45

Serão premiadas pesquisas em cinco categorias de pós-graduação, totalizando mais de R$ 55 mil em prêmios. As inscrições de 13 de junho a 29 de julho
O Ministério da Saúde publicou nesta semana, no Diário Oficial da União, o edital do Prêmio de Incentivo em Ciência e Tecnologia para o SUS 2011, que chega neste ano a sua décima edição. Serão premiadas pesquisas em cinco categorias de pós-graduação, totalizando mais de R$ 55 mil em prêmios. As inscrições podem ser feitas a partir das 10h do dia 13 de junho até às 23h59min de 29 de julho, pelo sitewww.saude.gov.br/premio.

As cinco categorias são: Tese de Doutorado (com premiação no valor de R$ 15 mil); Dissertação de Mestrado (R$ 10 mil); Trabalho Científico Publicado (R$ 10 mil); Monografia de Especialização ou Residência (R$ 5 mil); e Acesso ao Sistema Único de Saúde (R$ 15 mil), nova categoria instituída em comemoração aos 10 anos do Prêmio. O objetivo é reconhecer e premiar trabalhos que apresentem avaliações e indicadores sobre o acesso, acolhimento e atendimento da população, visando à promoção da saúde e prevenção de doenças. O acesso aos serviços de saúde em caráter universal é um dos princípios da Constituição Brasileira, por isso a relevância do tema para a produção de conhecimento por meio da pesquisa.

Podem concorrer pesquisadores, estudiosos e profissionais de saúde ou de qualquer área científica com trabalho aprovado em banca, ou publicado no período de 13 de maio de 2010 a 12 de junho de 2011, com temática voltada para a área de Ciência e Tecnologia em Saúde e Potencial de Incorporação pelo SUS.
Os trabalhos vencedores e os que receberem menções honrosas serão divulgados, na íntegra, no portal do Ministério da Saúde (www.saude.gov.br/sctie) e na Biblioteca Virtual de Saúde do Ministério (www.saude.gov.br/bvs).

Instituído em 2002, o Prêmio é uma iniciativa do Departamento de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde (Decit/SCTIE/MS), que tem por objetivo reconhecer o trabalho de pesquisadores envolvidos em projetos voltados para o SUS e para as necessidades da população e incentivar a incorporação de melhorias desenvolvidas nesses projetos.